Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

ESTÁGIO DE CAÇADOR DE OPERAÇÕES ESPECIAIS - ECOE

Publicado: Quarta, 25 de Março de 2020, 10h57 | Última atualização em Quinta, 14 de Mai de 2020, 14h18 | Acessos: 5091

MISSÕES

Executar tiros precisos a longa distância, a comando ou não, em alvos planejados, selecionados ou de oportunidade;

Apoiar as Ações de Comandos, realizando tiro seletivo sobre alvos de interesse da missão;

Utilizar as equipes de caçadores, atuando isoladamente ou em apoio às outras unidades da Bda Op Esp, F Cbn Op Esp ou Cmdo TO;

Integrar o Destacamento de Reconhecimento de Caçadores do 1º BAC ou Destacamento de Contra-terrorismo do 1º BFEsp, sendo responsável pelo planejamento do emprego de todos os caçadores envolvidos.

ESTÁGIO DE CAÇADOR DE OPERAÇÕES ESPECIAIS

O Estágio de Caçador de Operações Especiais - ECOE é um estágio geral que tem por finalidade complementar a qualificação dos oficiais e sargentos para ocuparem cargos e desempenharem as funções de caçador no contexto das operações militares, capacitando militares do Cmdo Op Esp, das outras Forças Armadas* e Forças Armadas das Nações Amigas*.

   As habilidades do Caçador de Operações Especiais ultrapassam os limites dos conhecimentos técnicos e táticos da atividade do tiro de precisão. É necessário, antes de tudo, que ele seja um perito em TTP de Operações Especiais, particularmente em entradas táticas e ações diretas, pois seu emprego, via de regra é conjugado com esses tipos de ações. Entender como uma Equipe Operacional poderá realizar uma entrada em um aparelho ou como um inimigo pode atuar de maneira furtiva sobre a equipe, são premissas fundamentais para que a iniciativa do caçador possa influenciar positivamente no curso das operações através da informação com oportunidade ou com tiro seletivo.

Possui a duração máxima de 06 (seis) semanas, com o emprego de avançadas técnicas de tiro e progressão no terreno, visando suportar as missões de operações especiais, engajando alvos selecionados de posições ocultas sob condições e distâncias não possíveis ao atirador comum.

 

REQUISITOS

Ser possuidor do Curso de Ações de Comandos para militares do Exército Brasileiro e de cursos análogos nas outras Forças Singulares e Auxiliares;

Ser um exímio atirador;

Possuir equilíbrio mental e emocional;

Não ser susceptível a ansiedade e remorsos;

Ter a capacidade de julgar uma situação;

Ser experiente em ações de comandos.

 

TREINAMENTO

Preparação intelectual: Revisar os manuais doutrinários da Bda Op Esp e manuais específicos para técnica de tiro.

Preparação física: estar apto a realizar ações de longa duração, conduzindo fardo aberto e de combate em qualquer ambiente operacional.

Preparação técnica: Realizar tiros com fuzil de precisão a distâncias variadas.

 

O CAÇADOR

        É um combatente perito no tiro com armas longas, nos procedimentos táticos individuais e na tática dos pequenos escalões, enrijecido física e mentalmente, que realiza fogo seletivo, a comando ou não, sobre forças hostis, eliminando alvos escolhidos pela importância de suas funções e pela dificuldade de serem abatidos por outros meios. Podem ser caçador antipessoal e/ou antimaterial. 

 

 

 “A diferença mais importante entre um caçador e qualquer outro soldado diz respeito às suas habilidades mentais. É indiscutível a exigência de um elevado nível de coragem, técnicas de combate e habilidades de tiro, mas o mesmo acontece com a maioria dos soldados. A maior distinção repousa no fato do caçador ser emocionalmente capaz de matar a sangue frio. Ele pode, por exemplo, acompanhar a rotina de um alvo em seus afazeres diários, para eliminá-lo dali um dia ou dois”

 (ROBERT STIRLING, Special Forces Sniper Skils).

Fim do conteúdo da página